Toda Mulher sabe fazer Rituais

 

Toda a mulher traz dentro de si a força dos rituais, e tem dentro de si uma sacerdotisa, uma fera e uma mulher que conhece os segredos da natureza que deseja e

vive-los, mesmo que não assuma em si esta verdade. 

 

 

 

 

Fazemos rituais a todo momento, seja quando vamos fazer uma refeição, quando vamos tomar um banho,  quando vamos dormir, consciente ou inconscientes estamos ritualizando a todo momento.

 

A diferença é que quando você esta consciente você conduz a magia de sua vida, e usa a força da natureza a seu favor maestrando o momento!

 

Você não precisa de muito para tornar algo um ritual. O ritual acontece mais dentro do que fora, contudo como seres humanos, nós precisamos de símbolos, que acabam sendo âncoras para nossa fé e representações de nossas crenças.

 

Eu amo os rituais e os significados que escolhemos dar para tudo, lembro desde criança e ficava horas olhando a lua, e sempre tive este chamado para os mistérios da vida, levando este tema muitas vezes em rodas de conversas, mas ainda em grupos muitos distante deste assunto e que não entendiam muito bem o que eu queria filosofar. 

 

Mas, desde que iniciei os estudos, e a caminhada de manifestar no mundo quem sou, senti o chamado para conhecer, estudar e integrar o mundo não-manifesto que nós, em nosso pequeno tamanho mortal, tentamos alcançar, através de contos, símbolos, rituais e teorias. 

 

Nesses estudos vem se apresentando alguns rituais através de intuições, meditações e sonhos que hoje aplico nos atendimentos individuais, vivências e treinamentos em grupos, bem como na minha própria vida pessoal. 

 

Um dos ritus que tenho trazido para minha vida já tem mais de um ano é o de consagrar meu sangue a cada lua, e isto tem me chamado muito a atenção desde que iniciei o uso do coletor menstrual.

 

Embora já ouço e vejo esta fala e orientação e muitas mulheres de seguir a mandala lunar, plantar a lua e outras abordagens, eu precisei de meu tempo para começar a plantar a minha, meu tempo é mais devagar, eu vou indo a passos curtos.

 

Já fui diferente mas entendi que assim fluo melhor respeitando meu fluxo, compreendendo  que cada etapa é um aprendizado.

 

A última lua minguante aconteceu nos últimos dias de 2018,  eu já estava de férias em casa, e também  minha lua desceu neste período, e me conectei muito, eu estava em um momento especial para esta conexão, eu sentia de parar total, de refletir sobre meu estado emocional, um momento repleto de reclusão, me liberando de muitas coisas, o mundo em festa, mas eu precisava ficar só. Aproveitei a lua cósmica  e a conexão com minha lua pessoal para estar nesta entrega e ressignificar partes dos aspectos emocionais e sombras. 

 

Guardei este sangue para consagrar com a lua nova e o eclipse, entregando para a mãe natureza aquilo que em mim precisava ser renovado, transformado para  nascer de novo, ritualizei  meu sangue em uma taça que representava o útero da DEUSA em mim e na terra, entreguei minha lua dando espaço para nascer em mim a nova guerreira, integrada com masculino e feminino, corajosa, ousada, criativa, e sim amorosa e segura.

 

Quando voltamos  a conectar com a força do nosso sangue menstrual resgatamos muitas partes de nós mesmas. 

 

Uma Menstruação Consciente é pura terapia e honramos as águas vermelhas através da entrega do nosso sangue à Terra, porque isto é um ato de profunda Cura para o nosso corpo e nossa Alma. 

 

Como Fazer:

Coletamos o  sangue sagrado utilizando o copo menstrual (coletor) misturamos com água pois a água é um elemento protetor, entregamos nossas águas vermelhas em nossas flores de nosso jardim, ou plantas de nossa casa , ou ainda podemos criar um altar  decorando esse espaço sagrado com elementos que te façam sentir conectada ao feminino em nós.

 

Quando vamos oferecer nossas águas vermelhas a terra podemos acender primeiro um incenso (paulo santo ou sálvia)  e logo fazer a nossa entrega com um rezo ou uma meditação especial, ( eu costumo fazer a meditação dos três pilares: mente, coração e útero) mas o importante  neste ato é a nossa presença e intenção por isso podemos fazer uma oração pedindo pela nossa cura, ou tudo que queremos transformar nesse momento, ou só pedir que nossa face feiticeira / visionária se apresente e nos mostre o caminho.

 

Por fim podes agradecer à Grande Mãe pela Vida e pela sua generosidade. 

Esta oferenda sagrada também pode ser feita no Mar ou no Rio, onde haja água corrente...

 

Sentiu que este texto provocou algo dentro de você, sentiu que teu corpo chama para conexão, para vida em união com a natureza?

 

Vem participar da Jornada e Formação de Facilitadoras, se certifique com o Método Voo da Borboleta, sendo uma despertadora de sacerdotisas pelo mundo, apoiando o desenvolvimento de muitas mulheres!!

 

Dica:

Se você quer entender melhor sobre os seus ciclos e os ciclos da lua tenho um e-book completo sobre o assunto em Presentes para você, aqui no site.

 

Clique aqui para abrir o e-book As Quatro Estaçōes de uma Mulher

 

 

 

 

Compartilhe noFacebook
Please reload

Posts Recentes

August 25, 2020

February 25, 2019

January 15, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

ATENDIMENTOS

PRESENCIAL EM PORTO ALEGRE e SAPIRANGA
ONLINE NO BRASIL E EXTERIOR

Porto Alegre/RS   |  contato@voodasborboletas.com.br Fone 51 99785-9243

MANDE SUA MENSAGEM