Percepções de como me sinto em frente as câmeras.

Para quem não me conhece sou extremamente TÍMIDA, quem esta conhecendo agora pode não acreditar, mas quem me conhece a muito tempo sabe do que falo, era tipo "bichinho do mato", sempre tive muita vergonha de exposição, durante muito tempo procurei ficar atrás dos bastidores para não aparecer dando o palco para outros brilharem. Nos grupos de amigos ficava quieta enquanto alguns macaquiavam no centro.

 

Me colocava em uma posição de inferioridade, achando que sempre outras pessoas tinham mais valor que eu, e foi assim em muitas relações e de várias formas. ( amigos, afetivos, familia)

UM amigo uma vez me disse: Elis voce tem uma energia tão linda, porque entrega para outras pessoas? E sim, eu entregava tudo para o outro e por vezes ficava sem nada.

Mas mesmo assim, querendo ficar escondida a vida tratava de me colocar no palco, e quando acontecia de ser vista, o que eu fazia? 


Sabotava, me reprimia, sentia que não merecia, enfim,me sentia culpada por estar sendo o foco.

Claro que tudo isto esta ligado a uma séries de questões emocionais, bloqueios, movimentos sistêmicos e outras "coisitas" mais que venho trabalho em mim a alguns anos.

Lembro em uma ocasião em que numa sessão de terapias sistêmica percebi o quanto eu queria deixar minha mãe ganhar luz, ser vista e dar a ela aquilo que ela não teve, e assim eu ficaria na sombra por ela.

 

São os comportamentos da criança que fazia tudo por amor aos seus pais. 

 

Nós precisamos entender que nosso pais são grandes e eles podem lidar com suas questões emocionais, e naquele momento descobri que poderia honrar a dificuldade que ela teve de se mostrar cuidado de minha dificuldade, me expressando e ocupando meu lugar no mundo.

 

Aprender a cuidar de mim, me mostrar, expressar minhas verdades, falar e ser vista foi o jeito que encontrei de honrar a história de minha mãe em mim...

Também honrando minha casa 10 ( propósito de vida na astrologia) em gêmeos. Aquele carinha que fala, e que da luz para as pessoas através das palavras.

 

Hoje sei, que ainda não expresso tudo como deveria, e estou engatinhando neste assunto, mas sei que em minhas verdades trago luz a muitas verdades de outras mulheres.

 

Nesta entrevista abaixo, estava em Lagoa Vermelha-RS dando uma palestra sobre SEXUALIDADE FEMININA, e falando as minhas verdade sobre este tema.

 

 

 

 

 

Eu sempre tão timida contei das experiências de abusos, contei como fui trabalhando meus medos de falar e contar para o mundo o que muito tempo ficou oculto.

 

Lembro quando cheguei no tantra, e durante meu curso os desafios que foi tirar a roupa, aceitar alguém me tocando, lembro tbm da dor interna de me expor... quantas curas!!

 

Falo de empoderamento, e já estou total empoderada? Não, ainda falta muito para isto!

 

Falo de Sexualidade, mas já vivo ela plenamente? Não, ainda estou aprendendo a viver esta energia de amor que tanto foi reprimida.

 

Falo de Prosperidade, já sou abundante? Não, tenho ainda dividas que estou pagando mas sei o fluxo dela na minha vida e se ainda não esta como gostaria, é porque ainda não terminei de aprender.

 

Falo de independência emocional, jé sou independente? Não, ainda lido com meus medos e dependências.

 

Manifesto minha verdade e assim me curo e me transformo diante de cada grupo ou de cada mulher em minha frente, a cada movimento que faço curo e descortino algo em mim.

 

Conheço várias técnicas, mas confesso não fora elas as minhas curadoras e sim minha fé em algo maior que me acompanha e mesmo muitas vezes no escuro ela assobia e diz: Dê teu salto quântico agora, mais um salto de fé.... eu pulo no escuro mesmo, e pago o preço ou ganho a devida recompensa pela ousadia! 

 

Assim seguimos na vida, cada vez mais expressando, curando, e me alinhando com esta energia poderosa de amor da Deusa e do Criador.

 

Neste dia na entrevista estava em Lagoa Vermelha, fui pega de surpresa por esta entrevista, mas, não tive tempo de preparar, e como me sinto me vendo? ORGULHOSA de mim, e de meus passos!


Abraços a Maria Celita Ricardo Salvadori e Bianca Madalozzo Salvadori pela organização deste evento e Roselene Moraes pelo apoio.

 

Um beijo, Elis

 

Se você quiser ver a entrevista, pode clicar na imagem acima ou neste link: 

ENTREVISTA DA ELIS, CLIQUE AQUI

 

Elisangela Corrêa

Especialista em desenvolvimento de Mulheres

 

Quer participar de uma Jornada profunda de Autoconhecimento e entender você olhando para todos os aspectos da sua vida? 

Conheça :

 

Jornada do Empoderamento Feminino 2019

 

 

 

 

  
 

Tags:

Compartilhe noFacebook
Please reload

Posts Recentes

August 25, 2020

February 25, 2019

January 15, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

ATENDIMENTOS

PRESENCIAL EM PORTO ALEGRE e SAPIRANGA
ONLINE NO BRASIL E EXTERIOR

Porto Alegre/RS   |  contato@voodasborboletas.com.br Fone 51 99785-9243

MANDE SUA MENSAGEM