Como nos tornamos Sacerdotisas, ou as chamadas BRUXAS?

 

Não nos tornamos, nós já somos!!

 

 

 

 

Recebemos este chamado desde muito pequenas, vivemos experiências que nos fazem querer compreender os mistérios da vida e morte, da lua, da noite e nos reconhecer sagradas.

 

Na caminhada de autotransformação e cura de nossos traumas, recordamos que nossa natureza é ciclíca e mutável, e que nossa maior aliada é nossa intuição, e mesmo que em tempos modernos tenhamos esquecido de escuta-la, quando a sacerdotisa interior desperta, ela mesmo sem perceber vai se deixando guiar por este caminho lindo de conexão, pois percebe que não existe coincidência, mas sim sincronia.

 

TUDO PARA ESTA SACERDOTISA CONTEMPORÂNEA QUE VIVE HOJE NAS EMPRESAS, NOS LARES, NOS HOSPITAIS, NA COMUNIDADE, NAS ESCOLAS E NA VIDA ESTÁ CONECTADO.

 

Quanto mais ela caminha para o autoconhecimento, mais perto fica da sabedoria ancestral, das energias criativas e do seus ciclos, entendendo que ai esta a fonte de empoderamento, sexual, espiritual, emocional, profissional..

 

Aprendemos que todas nós mulheres estamos conectadas pelo sagrado que nos habita e este sagrado se apresenta a nós através das arvores, nas águas, das flores, dos animais e tudo ao nosso redor, e por isto passamos a respeitar e movimentar uma vida mais sustentável...

 

Eu acredito que todas as mulheres podem viver este caminho indiferente do universo que ela habita.

 

Também sei que esta liberdade, este amor por tudo é algo que realmente apavora os homens.

 

A verdadeira BRUXARIA é buscar conhecimento e autonomia, e isto é algo que precisamos gritar alto, para quem muitas pessoas entendam o que é a bruxaria da luz!

 

A Bruxa da comunidade tem conhecimento da magia da natureza, a cura através dos elementos, interage com os ciclos da lua e as estações do ano, esses são seus poderes ocultos.

 

Elas oferecem ajuda e orientação nas passagens da vida e morte, proporcionam iniciações de transformações por meio de ritos de passagem, vivem os ritos que possibilitam conexão, fertilidade e inspiração aos seus.

 

Elas falam e conhecem sobre o equilibrio entre consciência feminina e as energia da dominação masculina da sociedade e da religião.

 

Sabemos também que estes poderes femininos eram vistos como ameaças as estruturas masculinas.

 

E as perseguições ás bruxas medievais quase destruiram as tradições destas mulheres sábias.

 

O dom que a sacerdotisa, mulher sábia, xamã ou bruxa possui de mediar os poderes da divindade é inerente a todas as mulheres, e vem da consciência que a mulher tem de si mesma.

 

Somos sacerdotisas de alma, mas para despertar esta potência é necessário uma busca interior profunda.  

 

Para isto é preciso coragem, a coragem que poucas homens tem de entrar em suas entranhas e reconhecer suas próprias sombras, seu submundo e suas próprias "trevas".

 

Eu com lagrimas nos olhos, e muito amor no coração desejo um feliz dia das mulheres sabias, das chamadas bruxas pela santa inquisição, e as sacerdotisas contemporâneas que vivem em todos os lugares...

 

Elisangela Correa

 

Sacerdotisa, Astróloga, Meentora e Especialista em Desenvolvimento Feminino

 

Criadora da Jornada da Sacerdotisa

 

 

 

Tags:

Compartilhe noFacebook
Please reload

Posts Recentes

August 25, 2020

February 25, 2019

January 15, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

ATENDIMENTOS

PRESENCIAL EM PORTO ALEGRE e SAPIRANGA
ONLINE NO BRASIL E EXTERIOR

Porto Alegre/RS   |  contato@voodasborboletas.com.br Fone 51 99785-9243

MANDE SUA MENSAGEM