A libertação do passado

Este final de semana estive fazendo uma faxina em todos os sentidos, aproveitando o momento da lua balsâmica em virgem, para limpar geral algumas questões do passado, traumas, bloqueios e outros sentimentos que ainda persistiam.

 

 

 

 

 

Entre revirar e liberar caixas com  fotos, cds, dvds, cartões, e presentes antigos também aproveitei a vibe para limpar armários e roupeiros, tirei das prateleiras roupas que nem foram usadas,  e outras que ja não se encaixam na Elis atual, sapatos que usei em algum momento na estrada da vida  mas que agora nos novos caminhos eles ja não combinam ou dificultam as novas formas de caminhar...

 

Lembro que no sábado a tarde imersa a todas coisas bateu uma canseira, uma exaustão total e precisei parar para continuar no outro dia, e percebi o quanto ainda carregar velhas coisas, dentro e fora me traziam pesos e até mesmo algumas atrapalhações na caminhada, meu coroo doía, por dentro e fora, em momentos queria me liberar de tudo e em outros pensava: não vou jogar fora, posso precisar ( perceba o medo da falta ainda intrínseco) como uma boa taurina, o apego ainda faz parte.

 

Nisto tudo passei um final de semana imersa em todos os sentimentos possíveis saudades, tristeza, alegria, frustração, orgulho, dores de perda, abandono, medo e também alegrias e boas risadas, porque teve muitos bons momentos que trouxeram ótimas recordações.

 

 

Um momento que me marcou foi olhar para as  fotos, onde via a Elis do passado  ainda menina, mas que era tão dura consigo mesma, se cobrava tanto sobre tudo. Lembro da cobrança rígida pelo peso, tenho que ser magra,  e isto era uma regra tão absurda, que hoje vejo as fotos da "secalha" e ao mesmo tempo me vem a memoria da rigidez relacionada a este tema, e como eu mesma sendo seca, me achava gorda. Teve alguns momento que tocaram mais e até me fizeram por vezes querer parar tudo e não continuar a atividade de revisitar o passado.

 

 

Mas o que mais me deixou pensativa olhando para o passado foi perceber como eu fazia coisas legais que deixei de fazer, como me tornei séria diante de coisas que antes eu ria e achava graça, me tornei até mesmo cobradora de mim mesma, tão rígida por vezes que o açoite corria solto por não dar conta de tudo, e fiquei pensando em algo que acredito HOJE,  que quando um adulto se torna muito serio, ele deixou a alegria e a criança dele em algum lugar e precisa integrar esta parte.

 

 

Venho de uma semana de muita reflexão, iniciei dia 09 do mês passado uma  lunação em virgem, onde o que foi aberto foi a temporada de limpeza emocional, e após um mês de muito detox emocional, fisico, e espiritual, esta ultima semana foi o grito de libertação, mas não pense que foi fácil, parecia como se tivesse vivendo o teste final para ver se aprendi a lição do tipo: ou vai ou fica, e veio tudo para fora: a raiva, medo, a culpa, tristeza, o abandono, o setimento de estar sozinha, o orgulho, a revolta.... 

 

 

A REVOLTA, este foi o sentimento mais trabalhado, mémorias vieram a tona, situaçōes onde vivi vários tipos de abandonos, traições, julgamentos, criticas, e vivi na pele todas as revoltas, era tanto que por vezes meu corpo doía e eu pedia ajuda aos meus guias intuitivamente diziam " você não esta sozinha. Força!" e vinha mais revolta, afinal porque neste momento de tanta dor eu não enxergava a ajuda.

 

Até que em uma noite de desespero total, sentia que precisava parar tudo e ir meditar,  e acomodei e em instante fui projetada para uma outra dimensão, e como se eu visse um filme passar por toda minha vida e vi toda minha vida passar diante de meus olhos e tantas situações me vi tantas vezes sozinha, e a revolta veio mais forte. Em meio ao desespero total perguntei, porque de tanta dor, fiz tantas coisas outras jornadas que agora precisei viver tudo isto, que causou tanto estrago em minha alma. E após uns minutos de silencio, a orientação era,  olhe novamente para todo o passado e perceba se realmente foi tudo como você viu, e ao fazer isto eu vi muitos companheiros espirituais ao meu lado, ou seja, não você nunca esteve sozinha. Perceba!!

 

 

Eu ainda em meio aos choros, questionava este propósito já que este passado vinha com tudo e dilacerava meu físico de tanta dor.

 

E a orientação foi, que mesmo cristo diante da cruz, não deixou de amar, e que minha missão aqui na terra era amar, amar a mim mesma incondicionalmente, e ensinar sobre o amor, ensinar sobre a vida e através da caminhada, falar de amor.

 

E claro que falar de amor incondicional, voce não aprende numa vida onde está rodeada de pessoas maravilhosas e acolhedoras. 

O verdadeiro amor é aquele que mesmo diante de tanta maldade, você manda amor, você vibra amor, e óbvio que meu desafio foi mostrado, o propósito revelado, dando mais força a caminhada que ja esta sendo trilhada, mas acima de tudo só há amor com o perdão e gratidão e este foi o maior aprendizado, aprender a olhar para tudo e se curvar, pois tudo esteve ali para me mostrar o quanto vim desenvolver o amor. 

O amor por mim, e pelo outro da forma com que ele se manifesta, a energia do amor sem julgamentos, aquela que falo tanto, mas que talvez só agora estou entendendo, o que é e como se reflete na minha vida.

 

Este é o meu aprendizado. 

E você ja identificou o seu aprendizado nesta jornada de vida? 

 

Este aprendizado se manifesta quando você se integra ao propósito de sua alma, sim, pois o que viemos manifestar e realizar como propósito faz parte de nossa evolução como almas.

 

Se está na caminhada, e sente que precisa de orientação, venha conversar comigo e viver sua metamorfose para fazer seu caminho da transformação.

 

 

Elisangela Corrêa

Especialista em Mulher

 

Fundadora do Instituto Voo das Borboletas

Criadora do Método Voo das Borboleta

Mentora de Negócios com Propósito

Astróloga e  Estudiosa da Ciência da Alma

Sacerdotisa de Cura do Feminino

Jornada do Empoderamento Feminino 2019

 

 

 

Compartilhe noFacebook
Please reload

Posts Recentes

August 25, 2020

February 25, 2019

January 15, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

ATENDIMENTOS

PRESENCIAL EM PORTO ALEGRE e SAPIRANGA
ONLINE NO BRASIL E EXTERIOR

Porto Alegre/RS   |  contato@voodasborboletas.com.br Fone 51 99785-9243

MANDE SUA MENSAGEM