A RAIZ DO SOFRIMENTO NAS MULHERES É O MEDO

Você só sabe sobre um caminho quando você já trilhou por ele...

 

 

 

Uma frase simples, mas que trás muita verdade e boas reflexões, ninguém pode te levar num lugar que nunca foi.

 

Antes de iniciar o meu propósito na jornada de desenvolvimento do feminino na vida, na sociedade e na humanidade eu vivi profundas experiências do que chamamos de purificação, liberação, transformação e outros “ão”,  os processo não precisam ser difíceis e nem duros, o meu foi, porque eu não sabia que poderia ser diferente.

 

Visitei e tive que ressignificar muitas áreas de minhas vida, muitas formas de pensamentos, muita desconstrução, muitas pontes queimadas, muitos traumas vindo a tona e os mais diversos padrões destrutivos, incluindo vícios,  fora que não falei  das 3 tentativas de suicídio que cometi aos meus 14, 21 e 28 anos.

 

Ao mesmo tempo que eu ia me aprofundando, percebi que o universo do feminino é muito mais complexo do que imaginava e ouvia falar,  por vezes as mais diversas e poderosas  técnicas não são o suficiente, pois há uma necessidade urgente das mulheres se reconectarem com suas histórias, aceitar o que foi, e resgatar a integração de forças masculinas e femininas em si, e a própria identidade feminina.

 

Este processo não acontece da noite para o dia, alias nem uma caminhada de transformação acontece assim de forma milagrosa como dizem. O processo é continuo, e dependendo do grau de evolução na caminhada, por vezes traz algumas curvas sinuosas para fazer com certo cuidado.

 

Hoje, quando uma mulher senta-se a minha frente, basta duas a três palavras para perceber e captar a dificuldade que ela trás e qual e a matrix, ou a causa desta dificuldade em questão...

 

Isto se dá não por causa de meus “super poderes” embora como toda mulher tenho também eles como aliados, mas por já ter vivido  e  experienciado as mais diversas dinâmicas que me fizeram viver as mais profundas misérias humanas.

 

Seja quando ela vem com questões profissionais como dificuldade de dar foco, de ter resultados, de se conectar com o que sua alma vibra, com a dificuldade de integrar o sagrado no dia a dia, no final das contas tudo leva para o mesmo lugar, tudo leva para a falta de autoestima, falta de segurança, falta de empoderamento, autoconfiança e de conexão consigo que vem gerado pela guerreira ferida, pela dificuldade de integrar sua força feminina, medos, falta de amor, de coragem, ousadia que vem gerados por traumas na infância que promovem crenças inconscientes  que criam realidade distante daquelas que você gostaria de ter.

 

Uma outra questão é sobre relacionamentos afetivos, e o que vejo hoje são mulheres vivendo relacionamentos completamente abusivos, por vezes abusos disfarçado de bondade e cuidado, mas que no fundo é só manipulação. Falamos de empoderamento feminino, mas de verdade temos muitas mulheres vivendo e nutrindo relações por medo de ficar sozinhas, dificuldade e falta de confiança em relação a finanças, se identificando com homens que estão distantes do que elas gostaria de ter a seus lados como parceiros, e ainda pior, mulheres entrando em lutas e competições pelos diversos motivos,e  entre eles, o próprio HOMEM (pasmem).

 

O que mais aprisiona as mulheres é o MEDO e a falta de AMOR!

 

Foram muitos atendimentos, muitas experiências ouvindo os mais diversos casos, e muitas buscas pessoais que continuam até hoje e vão continuar, quando pensamos que estamos chegando ao fim, percebemos que estamos só começando.

 

E toda esta experiência me fez ver o quanto mulheres curam mulheres, sim, não é uma frase clichê é uma verdade, e tenho visto isto com muita frequência seja em atendimentos individuais ou trabalhos em grupo, seja em trabalhos de desenvolvimento espiritual, pessoal e empreendedor.

 

Tudo isto me motivou a criar o Método Voo da Borboleta, uma método que reúne conhecimento, experiência, técnicas, e sabedorias para mulheres ajudarem mulheres.

 

“O planeta precisa disto, mulheres precisam despertar, uma nova consciência precisa emergir...”

 

Em algum momento achei que não, mas sim, a muito a se fazer ainda!

 

Então, se você sente o chamado para atuar com mulheres, se transformar, e iniciar agora o caminho de apoio a outras mulheres, conheça a 


 

JORNADA DE EMPODERAMENTO FEMININO 

Com Método Voo da borboleta  +

Certificação do Método de Voo das Borboletas

 

 

Elisangela Corrêa

Criadora do Método Voo da Borboleta 

Astróloga, Sacerdotisa de Cura e Regate Feminino

Guia e Mentora em Processo de Autoconhecimento e Espiritualidade

 

 

 

 

Tags:

Compartilhe noFacebook
Please reload

Posts Recentes

August 25, 2020

February 25, 2019

January 15, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

ATENDIMENTOS

PRESENCIAL EM PORTO ALEGRE e SAPIRANGA
ONLINE NO BRASIL E EXTERIOR

Porto Alegre/RS   |  contato@voodasborboletas.com.br Fone 51 99785-9243

MANDE SUA MENSAGEM