A Relação que Você está te Traz ou te Tira a Vida?

14 Jul 2017

 


Observando as relações atuais, temos muito que aprender. Olhe para seu relacionamento e pergunte-se:
Estou feliz?

Vivo uma relação cheia de parceria e cumplicidade?

Reconheço o amor, o romantismo e a sedução gostosa que encanta e faz a relação ter mais alegria?

Ou estamos sempre disputando espaço para ver que sabe mais, quem manda mais ou quem controla mais?


Papéis invertidos homens assumindo papéis e forças femininas, mulheres vivendo papéis e forças masculinas,  homem vivendo o papel de pai da mulher que vira filha, ou a mulher que deixou de ser a mulher e virou a mãe, entre outras dinâmicas que envolvem uma séries de questões, aos quais demonstram que vivemos todos os tipos de  papéis menos os nosso de homem e mulher.


Vamos falar um pouco deste tema agora? 
A comunicação é algo que acontece de alma para alma, de coração para coração. 

Perdoar é algo que independe do outro, é uma decisão só sua e que leva à cura. Você sabia que pode ser mais simples do que parece? Todo relacionamento saudável passa pelo caminho do perdão, incluindo o auto-perdão. 

 

Todo relacionamento é primeiro um relacionamento consigo mesmo. Neste Universo não existe eu, tu, ele, eles ou nós e quando entendemos este importante princípio, paramos de quebrar os “espelhos” que refletem nossas sombras e ferem nossos relacionamentos, passando a abrir mão de um controle, que de fato nunca existiu, para comunicações saudáveis, trocas que enriquecem e conexões amorosas.

 

A comunicação


Você fala e o outro não ouve, ou pior, o outro ouve algo totalmente diferente do que você quis dizer. Por mais que se tente explicar, por mais que se esforce para amenizar os conflitos, por mais que se queira uma aproximação tudo parece em vão, quando a comunicação é falha.
A base de relacionamentos saudáveis está na comunicação, mas é preciso entender que pensamentos, emoções e atitudes gritam, enquanto as palavras apenas sussurram. Tudo começa com imagens que se tornam pensamentos e uma pessoa pode não se dar conta do quanto isso vibra dentro dela e se expande alcançando o outro.


Dependência emocional


A dependência emocional acontece, quando, apesar de se ter consciência da necessidade de mudanças no relacionamento, não há forças para iniciar qualquer movimento porque o medo da perda do outro é sufocante, seja pai, mãe, filho, parceiro, parceira, amigos.
Você pode criar uma dependência emocional, sem se dar conta, a partir de um simples “sim”, quando esse “sim” para o outro significa dizer “não” pra si mesmo, por exemplo.
Relacionamentos saudáveis não geram dependência emocional porque há amor e respeito e essa independência só é possível a partir da forma como você se percebe, reconhece seu valor pessoal e lida consigo mesmo.


Conexão e Sistemas Integrados


Quanto mais você consegue elevar o nível de um relacionamento, mais ele se aproxima de uma Conexão Amorosa e isso é extremamente positivo porque age no emocional, no mental, no espiritual e se reflete de forma direta no físico.


Relacionamentos podem acontecer por conta do medo ou da insegurança e não ter nada a ver com amor, chamamos aí de dinâmicas sistêmicas manifestadas através de papéis que fazemos inconscientemente, já a Conexão quando ocorre  é sempre amorosa.


No Universo estamos todos ligados e isso forma um grande sistema porém, com alguns movimento de auto despertar e com pessoas estabelecemos uma conexão mais profunda e é extremamente importante saber entrar e sair do sistema do outro e para isto vem o autoconhecimento.

 

Quando amamos, é muito difícil não entrar no sistema do outro e muitas vezes nos pegamos em profundo sofrimento. Um dos problemas é que quando assumimos a dor do outro, nos tornamos incapazes de ajudar. Uma conexão amorosa permite sair do sistema do outro sem se desconectar, aprofundando ainda mais os laços de amor.


Sexualidade


Amor-Sexo-Espiritualidade
Na visão de muitos seres humanos, o casamento ideal é aquele, onde vivemos com alguém que nos ama, a química do sexo funciona e Deus abençoa está união.

Na prática não é tão fácil. Raramente vivenciamos a tríade amor-sexo-espiritualidade de forma integrada. É mais comum buscar cada elemento separadamente ou desistir de um deles dentro do casamento.

 

A primeira vista, a culpa vem de diversos lugares, mas para ter uma sexualidade saudável precisamos aprender a não ter medo da entrega tanto ao amor, como ao prazer e, muitas vezes o prazer está associado a culpas e pecados, e sentir prazer é não se  sentir merecedor de viver o paraíso na terra. 

 

Ainda permeiam na nossa cultura um monte de crenças distorcidas sobre sexualidade e espiritualidade, geralmente entendidas como forças antagônicas.

 

 

Falar sobre relacionamentos é maravilhoso, mas também um tema muito profundo, uma melodia onde precisamos explorar diversas notas.
Mas, estou feliz por compartilhar com vocês algumas curiosidades sobre esta melodia. 

 

Fica um convite para os casais e interessados, a vir  conhecer mais sobre estes e outros temas, e ainda aprofundar juntamente com seu parceiro através de programas de desenvolvimentos para casais que acontecem em grupos, e individuais.

 

 

Dica1: Sessão de Constelação Sistêmica para Casais

 

Dica 2 : Acesse:  Instituto Voo das Borboletas para Casais

 

ELISANGELA CORRÊA

 

Especialista em Desenvolvimento Humano com Ênfase para Mulheres

Sócia Fundadora 

Instituto Voo das Borboletas

 

 

 

 

Tags:

Compartilhe noFacebook
Please reload

Posts Recentes

August 25, 2020

February 25, 2019

January 15, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

ATENDIMENTOS

PRESENCIAL EM PORTO ALEGRE e SAPIRANGA
ONLINE NO BRASIL E EXTERIOR

Porto Alegre/RS   |  contato@voodasborboletas.com.br Fone 51 99785-9243

MANDE SUA MENSAGEM